Voluntariado e Colaboradores

Voluntariado

“Melhor é possível!” - Os Voluntários ajudam-nos a concretizar este propósito.

Todos os anos a comunidade recebe um número de voluntários que são uma grande contribuição para o nosso tecido social e para o nosso trabalho. Também eles vêm de diferentes países e de diversos meios. Os voluntários dão um contributo valioso no quotidiano caseiro; trabalham paralelamente no acompanhamento das pessoas ao nosso cuidado, nas oficinas, na terra, e nas actividades educativas e recreativas. A Casa de Santa Isabel oferece alojamento, alimentação e orientação para o trabalho e vida na comunidade.

Existem duas formas para a integração como voluntário:

Voluntário Por Um Ano

Recebemos voluntários que se comprometem por 1 ano letivo (de Setembro a Agosto) para trabalhar juntamente com os colaboradores responsáveis nos lares residenciais e ajudar no acompanhamento de adolescentes e adultos com necessidades especiais no:

1) Lar Residencial;

2) Centro de Atividades Ocupacionais e

3) Atividades e festas da comunidade.

Clique aqui e se candidate.

 

Voluntário de Verão/Curto

Recebemos voluntários nos meses de Julho e Agosto e/ou por curtos períodos ao longo do ano, que ajudam nas casas, no acompanhamento dos alunos, nos trabalhos de manutenção das casas, das hortas e dos jardins, etc.

Clique aqui e se candidate.

Conheça mais sobre as condições e princípios de voluntariado na Casa de Santa Isabel nos documentos abaixo:

- Política de Voluntariado da Casa de Santa Isabel (PDF)

- Carta de Convivência e Sustentabilidade (PDF)

Para mais informações, pode contactar o email voluntariado@casasantaisabel.org.

 
 

Colaboradores

Colaboradores Externos

A Casa de Santa Isabel pretende ser uma comunidade, onde pessoas vivem e trabalham juntas. Desde a sua fundação houve o cuidado para que a nossa comunidade se integrasse na sociedade, e não se tornasse “uma ilha”. Assim, trabalham tanto colaboradores internos como externos, sendo que estes últimos residem na vila. Colaboradores e alunos que vão e vêm diariamente mantêm este contacto vivo e directo com o mundo circundante.