• An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow
  • An Image Slideshow

Pedagogia e Terapia

Aprender e Ensinar

Developed by JoomVision.com

Pedagogia e Terapia

PrintE-mail

Nota: As pessoas ao nosso cuidado são oficialmente denominados  “clientes”. Internamente são designados como “companheiros” (aquele com quem partilhamos o pão), sendo um termo mais caloroso e familiar, retratando a Casa de Santa Isabel. No entanto, aqui escrevemos “clientes”, condizendo com a terminologia oficial.

Distinguimos dois conceitos diferentes para lidar com pessoas com deficiência intelectual:

• Pedagogia curativa

• Sócio-terapia para adultos,

• Terapias.

A diferença está na atitude do acompanhante: lidar com um jovem implica a presença de um educador que procura e aplica métodos e medidas para ajudar o aluno na estagnação do seu desenvolvimento. É educar, e a relação educador / aluno pretende ser curativa.

Se a pessoa com deficiência se torna adulta, temos de procurar e criar circunstâncias em que o cliente (companheiro) se possa realizar e sentir seguro, com as limitações que tem. Obviamente sempre procurando desenvolvimento, mas já não como educador “de cima para baixo”, mas acompanhando lado ao lado, como “a guiding friend”, sobretudo o âmbito social em que este adulto vive e trabalha tem de ser terapêutico.

 

Pedagogia curativa

A Pedagogia curativa abrange todo o trabalho com crianças e jovens com deficiência intelectual. A educação e formação pedagógica no lar, una-se com ofertas terapêuticas e suporte médico:  um conceito integrado, para estimular o desenvolvimento da criança e tentar curar falhas ou distúrbios.
Numa comunidade como a Casa de Santa Isabel estruturamos a vida de modo que todas as actividades tenham um significado e um carácter terapêutico.
E a integração está aqui: as crianças e os jovens estão integrados activamente na vida. Os colaboradores não trabalham para eles, mas com eles. Desde modo  de acordar, escovar os dentes, vestir, estar à mesa, ajudar nas tarefas de limpeza até ao deitar: tudo é considerado como um potencial de desenvolvimento da criança perturbada e contribui para a sua autonomia e auto-estima.
Na vida quotidiana, quer dizer nos ritmos do dia, da semana e do ano, nos materiais usadas na casa, no interior, nas cores aplicadas, no contacto com a natureza: por todo lado tentamos criar um ambiente harmonioso, que já por si próprio é terapêutico.
Além disso aplicam-se métodos elaborados dentro da antroposofia, como a aplicação da Pedagogia Waldorf (Ver: Escola), a Medicina Antroposófica e certas terapias como p.ex. a Euritmia Curativa, Banhos terapêuticos, Quirofonética.

 

 Sócio-terapia

-Mudança de paradigmas
Durante os últimos anos a sócio-terapia foi orientada por uma alteração das normas.
O cuidado e a condução da pessoa com deficiência eram dantes vistos como sendo dependentes do colaborador. O seu papel e o seu conceito de si mesmo constituíam a norma.
Actualmente é sugerido que os colaboradores, não só lidem com os imponderáveis dos encontros humanos, como também se distanciem das suas próprias ideias e pensamentos dominantes, não trabalhando direccionados a soluções pré-concebidas. Isto significa também abandonar conceitos como 'cuidar de' e 'tratar de'. Em seu lugar, tolerância, abertura e solidariedade, são vistas como as atitudes profissionais básicas.
O princípio da solidariedade é particularmente importante para uma maior independência e liberdade das pessoas com necessidades especiais. Só então será viável uma sociedade que deseje a inclusão dessas pessoas; uma sociedade que queira e que possa equilibrar diferenças nos destinos de seres humanos.
Neste contexto, a nova Resolução das Nações Unidas sobre Pessoas com Deficiência, também assinado e rectificado pelo Governo português, é muito explícita.

-O objectivo da sócio-terapia
O objectivo da sócio-terapia é a criação de uma estrutura social tal como a Casa de Santa Isabel, a qual é terapêutica para todos os seus membros. De outro modo, seria um hospital para toda a vida, sem um organismo social.
Um organismo social desenvolve os seus poderes curativos quando as forças de actuação estão em equilíbrio, e cura quando não conhece diferenças, isto é, quando tudo é recíproco. Isto tem a ver com a posição e a relação entre as pessoas. Os seus membros tanto são receptores como dadores, mesmo quando um ou outro lado seja dominante.

-Adolescentes
Depois de sair da escola, os alunos são gradualmente introduzidos no trabalho. Durante 3 anos eles participam num programa de treino, a Aula de Transição, que constitui uma componente essencial na motivação de crescer e amadurecer para a fase adulta.
Durante as manhãs participam nas aulas teóricas e artísticas, na parte da tarde compartilham as oficinas com os companheiros e recebem um treino vocacional.

-Adultos
Adultos Os companheiros trabalham com os mestres de oficina e outros colaboradores na : padaria, olaria, carpintaria, sala de tecelagem, lavandaria, sala de costura, construção civil, cozinha, horticultura biodinámica e a floresta. Os produtos servem particularmente as necessidades da comunidade, mas são também vendidos.


-Trabalho
Nas várias oficinas procura-se criar condições onde cada participante se possa desenvolver profissionalmente, contribuindo, cada um à sua maneira e conforme as suas capacidades, para as necessidades reais do mundo envolvente.
O mestre/responsável da oficina/área e o companheiro com deficiência trabalham em conjunto para criar um produto ou um serviço de qualidade. Deste modo o trabalho torna-se “ajuda que leva ao desenvolvimento e humanização”.

 

 terapias

 “O propósito da Casa de Santa Isabel é que tudo o que rodeia os clientes na vida quotidiana é terapêutico: a natureza envolvente, a arquitectura, o interior dos espaços, a alimentação, o ambiente familiar no lar, o trabalho, a vida cultural, os ritmos da vida (dia, semana, ano), as festas, etc.
Existem também terapias específicas como: terapia de fala, euritmia terapêutica, banhos e oleamentos terapêuticos e quirofonética.
Em parceria com a Associação Equestre “Entre Amigos” e a GNR proporcionamos também hipo-terapia. “


 
 
Joomla! Template design and develop by JoomVision